livro-primeira-pagina-JMCosta

Medo, contas atrasadas e o início de uma nova carreira

Trocar as redações e as histórias reais, pelo antigo sonho de ser escritor pode, a princípio, não parecer uma escolha tão difícil. Mas fazê-lo aos 44 anos, sem uma retaguarda financeira, e com uma família que depende de você, acredite, dá um medo danado…

Além do medo, as contas atrasam, a autoestima fibrila, a culpa corrói, o corpo padece. Não é poesia não. É real. Então por que insistir nessa loucura? No meu caso, porque é a minha verdade. Foi escrevendo que comecei minha vida profissional. Foi escrevendo que conquistei a mulher da minha vida. É escrevendo que me sinto vivo. [CONTINUA…]