# PRIMEIRA PÁGINA

 

Telefonema com Pedido de Ajuda de Menina de 9 anos vira Livro de Suspense Policial

 

— Por favor me ajuda, moça… Minha mãe levou um tiro agora, aqui no Morro da Baiana.

Assim, com a voz de uma menina de 9 anos em um telefonema tenso e acelerado, começa o livro de suspense policial “PRIMEIRA PÁGINA – Conflito na Baiana”. Ambientado no Rio de Janeiro, a trama se passa em um intervalo de apenas 3 dias. É o tempo em que a repórter de um jornal popular, Clara Gabo, terá para concluir sua matéria e atender ao pedido de ajuda que recebe por telefone.

Durante a ligação telefônica, enquanto a repórter tenta entender o que está acontecendo, a menina descreve uma cena de terror. Em tempo real, narra detalhes dramáticos do que podem ser os momentos da vida de sua própria mãe. Clara logo percebe estar diante de um grande caso. Mas não faz ideia dos riscos, dos obstáculos e das pessoas que terá que enfrentar a partir do momento que levar aquele matéria para a Primeira Página de seu jornal.

Digitalcover“PRIMEIRA PÁGINA – Conflito na Baiana” é um thriller urbano com pegada de suspense policial, que mescla muita ação com uma boa dose de terror e drama, em uma narrativa que prende do início ao fim. O leitor é convidado a viajar com a repórter pelo submundo do crime e também conhece os bastidores da produção jornalística. Uma oportunidade rara de observar o confronto entre a realidade apurada por um jornalista nas ruas e os filtros que acabam ditando o que de fato será noticiado para o grande público.

Escrito pelo jornalista carioca JM Costa, PRIMEIRA PÁGINA vai além do entretenimento. Por meio de pensatas e divagações da repórter protagonista, o leitor é provocado e levado a repensar seus próprios conceitos sobre ética, moral e o comportamento da sociedade. Sem dúvidas, um suspense policial que incomoda, prende e faz pensar.