Olá, bem-vindo ao Uber Literário!

Uber Literário

— Bom dia, senhora! Seja bem-vinda ao Uber Literário. Meu nome é José, sou escritor e pelos próximos minutos serei o seu motorista.

Foi assim que recebi Dona Mirtes, uma senhora na faixa dos 70 anos que queria ir de Copacabana a Botafogo e logo me perguntou se eu gostava de Dan Brown. Em 18 minutos de conversa, o papo fluiu sobre literatura, autores prediletos e curiosidades sobre meu processo criativo. Dona Mirtes revelou-se uma leitora voraz. Citou Machado e Aluísio de Azevedo como seus nacionais preferidos e, depois de deixar escapar que tinha uma filha editora, ganhou um exemplar do meu livro de presente. Achei que valia tirar da cota mensal que destino para divulgação. Nunca se sabe os caminhos que sua história pode percorrer…

No dia seguinte foi a vez de fazer a primeira venda para um passageiro. Um jovem doutorando em Biologia, que se interessou pelo enredo de uma repórter carioca obstinada e sedenta por justiça. Não ofereci, porque fico sem jeito. Não quero importunar meus novos clientes. Mas quando ele perguntou “Como compro esse seu livro?”, não contive o sorriso. Sempre levo uns exemplares com marcadores no porta-luvas ou na mala. E ao sentar no banco de trás, os passageiros têm acesso a folders com a reprodução da capa, sinopse e uma breve trajetória do autor. Ficam discretamente depositados nos bolsões traseiros dos bancos do motorista e do carona.

Há uma semana tenho recebido passageiros dessa forma em meu automóvel. Desde que decidi construir uma carreira como escritor, há 1 ano, nunca me senti tão pleno. Como contador de histórias, enriqueço-me a cada viagem, a cada contato com um novo personagem. Nunca sei quem ou quantos estarão me esperando. Nem todos são falantes ou se interessam por literatura. Mas mesmo em silêncio, todos têm uma história. Os que nada falam são os que mais estimulam a minha imaginação. Vocês não fazem ideia de como funciona a mente de um escritor de ficção…

É claro que como em toda atividade, é preciso também aprender a lidar com os pontos negativos. Não irei cansá-los com descrições detalhadas. Mas houve um pequeno Capitão América que fez gaivotas com meus folders; houve quem aceitasse minhas balas de caramelo para em seguida jogar os papéis no chão; houve sim quem se comportasse com arrogância e superioridade; houve desespero por falta de banheiro e houve algumas rotas erradas, ora por inabilidade do motorista ora por bug da Alice (meu navegador). Mas a cada nova situação eu fortaleço meu arsenal criativo. Vocês realmente não fazem ideia de como funciona a mente de um escritor de ficção…

4 thoughts on “Olá, bem-vindo ao Uber Literário!

  1. Haha, que legal! Tens um lindo dom e espero ainda ler muitos outros livros teus. A tua escrita é tão verdadeira que tanto aqui quanto no livro, eu me pergunto se é tudo verdade ou criações de uma mente brilhante?

    1. Obrigado pela visita aqui no blog, Viviane. E pelo elogio exagerado também 🙂 Gosto mesmo de mesclar verdade e ficção e levar os leitores à dúvida quanto ao terreno em que estão pisando… Um forte abraço e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *