Desamizade nas Redes Sociais

Desamizade-redes-sociais

Um grande amigo de infância me excluiu de suas redes sociais por discordar da minha posição política. E o fez de forma pública e sumária: “Estou deletando todos que pensam diferente de mim. Vocês não merecem a minha amizade”. Escreveu no plural mas o recado era singular. Meu pecado foi dar uma opinião. Vocês já notaram que ao ampliar o alcance das relações sociais a internet aguçou o que há de pior no ser humano?

Historicamente abominamos personagens que usam a força para impor suas verdades. Mas não lançamos mão do mesmo expediente ao usar nosso poder de deletar pessoas que pensam diferente de nós? Pelo amor de Deus, Armando! Joguei bola de gude com você, cara :O. Tu comia as panquecas que a minha mãe fazia lá em casa e até hoje chama ela de tia.

Armando, presta atenção! Não tem como o Lula ter governado cercado de gente corrupta e continuar dizendo que é a pessoa mais honesta do mundo. Ele criou bons programas sociais? Criou. Foi o primeiro a tentar promover justiça social? Foi. De um jeito meio torto, mas foi. E daí? Se o Papai Noel surtar e comer uma criancinha, não terá que pagar por isso? Foda-se o bom velhinho, Armando. Cai na real!

Armando, lembra quando a gente colocou um cabeção de nego e explodiu aquele cagalhão na porta da Dona Lígia? Lembra que ela chegou na janela bem na hora e acabou toda salpicada de merda de cachorro? Ela, a fachada da casa, o carro do filho… A gente até tentou usar as táticas do “não fui eu” e a do “eu não sabia”. Mas não funcionou. A justiça materna não é tão tolerante. Tivemos que limpar a cagada e pegamos prisão domiciliar de 1 mês.

Amigo, em nome dos velhos tempos, não me deleta. Você sempre me disse que o homem começou a evoluir socialmente depois que largou o tacape e passou a dialogar. Fala a verdade. Isso não tem nada a ver com o Lula, né? É porque eu disse que votaria no Luciano Huck?

Armando, larga esse tacape, cara. Vamos conversar.

Armando?

————

Assista ao vídeo que gravei inspirado nesta crônica:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *